Quantcast
FinançasFinanças PessoaisInternacional

Levantar dinheiro ou realizar pagamentos no estrangeiro: cuidados a ter

levantar dinheiro

Se vai viajar e não quer correr riscos quando estiver a pagar despesas ou a levantar dinheiro, tome notas dos cuidados que deve ter.

Estamos habituados a realizar pagamentos sem nos preocuparmos na Zona Euro, já que os processos financeiros estão harmonizados e se utiliza sempre a mesma moeda. Contudo, o caso muda de figura quando viajamos para um país que não tem o euro como moeda nacional.

Cuidados a ter quando levantar dinheiro ou realizar pagamentos no estrangeiro

  • Não levantar dinheiro com um cartão de crédito

Tal como em Portugal, levantar dinheiro com o cartão de crédito no espaço da União Europeia é uma ação sujeita ao pagamento de comissões bancárias. Para além disso, se levantar dinheiro com cartões de crédito e de débito emitidos por sistemas tripartidos (como American Express e Diners Club) ou cartões de crédito de empresas, terá ainda de pagar um suplemento pela sua utilização, uma vez que não se encontram enquadrados nas regras da UE em matéria de serviços de pagamento.

Nestes casos, a solução deve passar por levantar dinheiro ou pagar despesas com recurso a dinheiro físico ou cartão de débito.

Fora da União Europeia (inclusive Andorra, San Marino, Mónaco e Suíça), os cuidados devem ser redobrado, dado que, se levantar dinheiro com recurso a cartão de débito terá de pagar uma comissão de levantamento fixa.

A solução deve passar por levantar a maior quantidade de dinheiro possível de uma só vez e utilizar dinheiro físico ou cheques nos pagamentos.

  • Atenção às variações cambiais

Antes de viajar para um país fora da zona Euro, recomenda-se que troque euros pela moeda do país de destino, contudo, informe-se sobre a disponibilidade de divisas junto do seu banco antes de o fazer, uma vez que poderá demorar alguns dias a terem o dinheiro de que necessita.

Para além disto, é também altura de prestar atenção às alterações cambiais que a moeda do país de destino sofre diariamente e às comissões que os bancos e lojas de câmbios lhe vão cobrar pela operação de troca de divisas.

  • Procure andar com pouco dinheiro

Por razões de segurança, quando vai para o estrangeiro procure andar sempre com pouco dinheiro no bolso, especialmente quando a utilização do cartão de débito no pagamento ou levantamento não tem comissões ou taxas de utilização.

Se tiver de trocar dinheiro no país de destino, evite fazê-lo em aeroportos ou pontos com muitos turistas, locais onde as comissões de câmbio são, por norma, mais elevadas.

  • Mantenha sempre o seu cartão debaixo de olho

Para não correr o risco de ver o seu cartão ser roubado ou clonado, é importante que o tenha sempre debaixo de olho quando irá pagar uma despesa.

Para além disto, de forma a evitar mal-entendidos ou tentativas de extorsão, peça sempre sempre um talão que comprove as operações que realizou.

  • Contacte o seu banco em caso de movimentações estranhas

Caso detete movimentos não autorizados na sua conta, aconselhamos a que contacte imediatamente o seu banco por telefone, e-mail ou numa agência local. Deverá fazer o mesmo se perder o cartão ou este lhe for roubado ou utilizado de forma não autorizada do cartão.

Leia também: Seguro multirriscos habitação: o que é e o que cobre?

Related posts
FinançasFinanças PessoaisNacional

Seguro de Viagem: vale a pena contratar?

FinançasFinanças PessoaisInvestimentosNacional

Quer resgatar o seu PPR? Saiba como

FinançasFinanças PessoaisNacional

Permuta de casa: em que consiste?

FinançasFinanças PessoaisNacional

Vai comprar a sua primeira casa? Tome nota destas dicas!