Quantcast
CarreiraCursosFormação & Carreira

Stress universitário ou burnout académico: como enfrentar?

burnout

Fique a saber mais sobre o stress universitário, ou burnout académico, e siga as nossas dicas para o enfrentar.

A universidade é uma fase memorável na vida de qualquer estudante. Surgem novas amizades, entra-se no mundo das festas académicas e vivem-se experiências novas e entusiasmantes. Mas nem tudo é tão positivo quanto parece. Apesar de tudo o que tem de bom, também é uma fase de muitas mudanças e de elevada pressão. Estudos indicam que uma percentagem considerável de estudantes passa por uma fase de burnout antes de terminar os estudos. Em consequência do stress universitário a saúde física e mental dos estudantes deteriora-se e a motivação diminui. 

O que é o burnout?

Burnout significa esgotamento, exaustão. Resulta de excesso de trabalho e é comum entre profissionais que têm um elevado nível de responsabilidade ou pressão no trabalho, como é o caso dos advogados ou dos médicos. No meio académico o burnout surge praticamente pelos mesmos motivos. Manifesta-se através de um cansaço físico e emocional e falta de motivação.

Dicas para enfrentar o stress e evitar o burnout

  • Dê prioridade ao descanso

É importante que nunca abdique dos momentos de descanso e de lazer. Não olhe para o descanso como tempo perdido. Tente manter uma rotina de sono saudável, com horários definidos. Para um sono reparador o recomendado é dormir 8 horas.

  • Preste atenção à alimentação

Ter uma alimentação nutritiva e variada traz benefícios para a saúde e para o bem-estar geral. A sua dieta deve incluir alimentos ricos em vitamina C, ácidos gordos ómega-3 e magnésio.

  • Não se automedique

Numa fase de desespero pode parecer simples tentar resolver o problema com medicação. Mas tenha atenção. Não se automedique. Siga sempre o recomendado pelo seu médico. Não coloque a sua saúde em perigo.

  • Pratique exercício físico

Além de o ajudar a manter-se mais saudável, o exercício físico vai ajudá-lo a reduzir o stress.

Praticar atividade física de forma regular ajuda a promover o bem-estar e é uma forma de “desligar” das aulas e dos estudos.

  • Passe tempo em família ou com amigos

Socializar o conversar sobre o que está a sentir é importante.  Partilhe os seus sentimentos e esteja atento a conselhos úteis.

Passar tempo de qualidade com a família e amigos podem ajudar a afastar as preocupações e os pensamentos mais pessimistas. Divirta-se e esqueça as obrigações por uns minutos.

  • Estabeleça alguns limites

Para evitar a sobrecarga no trabalho ou na universidade estabeleça alguns limites e aprenda a dizer que não quando é demasiada pressão. Organizar-se melhor e definir prioridades pode ajudar a reduzir as fontes de stress.

Evite definir objetivos académicos inalcançáveis.

  • Saia da rotina

Experimente sair da rotina e envolver-se em atividades diferentes. Não se esqueça da importância de descansar a mente. Participar em atividades estimulantes pode favorecer a criatividade e promover a sensação de bem-estar.

  • Procurar ajuda

Procure a ajuda de um especialista de forma a aprender a gerir melhor a situação. Não tenha medo de assumir as suas dificuldades e preocupações. Peça apoio psicológico junto da sua universidade. 

Leia também: Metadados: do que se trata e o que influência?

Related posts
Formação & CarreiraNotícias

Estágios Ativar.pt: Candidaturas abertas para jovens desempregados

Direitos do TrabalhadorFormação & Carreira

Ajudas de custo: o que diz a lei e quais os valores?

Direitos do TrabalhadorFormação & Carreira

Viajar em trabalho: direitos e deveres

Bem-Estar no trabalhoFormação & CarreiraTendências

Salário emocional: como as empresas podem atrair e reter talentos?